carregando...

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

28 de setembro de 2021

ASCOM GABINETE SEMUSA

Campanha antirrábica continua neste sábado

Vacinação acontece em 21 pontos do primeiro distrito

 

A Prefeitura de Ji-Paraná, por meio da Unidade de Vigilância de Zoonoses (UVZ) da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), dá sequência à Campanha de Vacinação Antirrábica em cães e gatos. Neste sábado, 2 de outubro, a ação será realizada em 21 pontos espalhados pelo primeiro distrito, das 8h às 17h.

A vacinação acontece em escolas, Unidades Básicas de Saúde (UBS), comunidades religiosas e demais estabelecimentos que cederam espaço para receber a ação. A Campanha Antirrábica foi iniciada no segundo distrito, em 18 de setembro, quando o município imunizou mais de 10 mil animais.

“No primeiro dia da campanha, no dia 18 de setembro, foram 10.176 animais vacinados contra a raiva, entre cães e gatos. A campanha no segundo distrito foi um sucesso e, agora, vamos realizar a vacinação dos animais do primeiro distrito”, afirmou Vanda Aparecida Basso, diretora da UVZ de Ji-Paraná.

A vacinação antirrábica é destinada para cães e gatos com idade a partir dos quatro meses. Os cachorros devem ser levados com coleiras e/ou guias e os gatos em caixas de transporte, sacos ou fronhas.

“Os animais devem tomar a primeira vacina após os quatro meses de vida e, posteriormente, receber o reforço do imunizante anualmente. Somente assim, podemos afirmar que o animal está protegido contra a raiva”, detalhou Vanda.

Após a vacinação no primeiro distrito, o próximo passo será concluir a imunização dos animais na Zona Rural do Município. Segundo Vanda Basso, a expectativa da UVZ é de que mais de 30 mil cães e gatos recebam a vacina contra a raiva até o fim da campanha.

“Já iniciamos a vacinação dos animais na Zona Rural, com mais de 5 mil cães e gatos vacinados. Após a campanha deste sábado, no primeiro distrito, vamos intensificar a vacinação na Zona Rural para alcançarmos nossa meta”, disse a diretora da UVZ.

Desde 2002, Ji-Paraná não registra nenhum caso de raiva humana. Ou seja, são quase 20 anos sem pessoas infectadas pela doença. A vacinação dos animais é o único meio de manter a raiva longe da população.

“A raiva é uma doença perigosa, que pode ser transmitida aos seres humanos e que não tem cura. A vacinação é a única maneira de garantir a prevenção em animais e nos humanos. Quando vacinamos os cães e gatos, garantimos que a doença não seja transmitida para a população”, alertou Vanda.

 

Confira os pontos de vacinação no primeiro distrito:

 

1 Escola Tiradentes V (antigo Lauro Benno) – (Santiago)

2 Escola 13 de Maio (Santiago)

3 Comunidade São Judas Tadeu (BR-364)

4 Escola Jovem Vilela (Jardim Presidencial)

5 CMEIEF Prof. Maria Antônia (Jardim Presidencial)

6 Igreja Assembleia de Deus (Copas Verdes)

7 Comunidade Nossa Sra. do Perpétuo Socorro (São Bernardo)

8 Comunidade Santas Perpétua e Felicidade (Aurélio Bernardi)

9 Mercado e Conveniência Colina Park (Colina)

10 Hospital Veterinário São Lucas (Aurélio Bernardi)

11 Escola São Pedro (Parque São Pedro)

12 Unidade de Liberdade Assistida (Ao lado da UBS Dom Bosco)

13 Escola José Francisco (Dom Bosco)

14 Escola Jandinei Cella (Jardim dos Migrantes)

15 Escola Carmem Rocha (Casa Preta)

16 Praça Jardim dos Migrantes (Jardim dos Migrantes)

17 Associação dos Pescadores (Urupá)

18 Ginásio Gerivaldão (Centro)

19 Escola Rio Urupá (Urupá)

20 Câmara Municipal de Ji-Paraná (Urupá)

21 Igreja Missionária Unida (Novo Ji-Paraná)

Matéria: Marco Bernardi
Fotos: Arquivo Ascom