carregando...

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

20 de outubro de 2021

ASCOM GABINETE SEMUSA

Município recebe aparelho digital de mamografia

Entrega será realizada na próxima segunda-feira, 25

Na próxima segunda-feira (25), a Prefeitura de Ji-Paraná, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), receberá um novo mamógrafo digital que será destinado ao atendimento no Centro Municipal de Saúde da Mulher Ceci Cunha.

Com o novo aparelho, serão realizados cerca de 500 atendimentos mensais. O mamógrafo digital é avaliado em aproximadamente R$ 1 milhão e foi adquirido por meio de emenda parlamentar do Deputado Federal Lúcio Mosquini (MDB).

O Prefeito de Ji-Paraná, Isaú Fonseca (MDB), agradeceu ao deputado pelo empenho ao Município e destacou a importância do aparelho para a saúde das mulheres, em especial no Outubro Rosa, mês de prevenção aos cânceres de mama e colo do útero.

“Estamos em pleno Outubro Rosa e vamos receber esse moderno aparelho de mamografia digital. Esse equipamento é de última geração e irá beneficiar muitas mulheres com o diagnóstico precoce e mais preciso”, destacou o prefeito.

O diretor da Divisão de Serviços Especializados (DSE) da Semusa, Relrisson de Souza Soares, explicou as diferenças do mamógrafo digital e do modelo analógico, realizado com o uso de solução reveladora química.

“A mamografia convencional é realizada de maneira analógica e necessita da revelação do filme com o uso de produtos químicos. Já no aparelho digital, o exame é feito com auxílio de um computador, o que proporciona uma melhor resolução à imagem, com menores riscos de exposição à radiação e menos danos ao meio ambiente”, detalhou Relrisson.

A entrega do novo mamógrafo acontece no próprio Centro Ceci Cunha, a partir das 8 horas da manhã, da próxima de segunda-feira. A cerimônia contará com a presença do Prefeito Isaú Fonseca, do Deputado Lúcio Mosquini, do titular da Secretária de Estado da Saúde (Sesau), Fernando Máximo, e de demais autoridades do Município e do Estado.

A mamografia é indicada para mulheres a partir de 40 anos, devendo ser realizada anualmente, auxiliando no diagnóstico precoce de câncer de mama. Para mulheres com histórico familiar, o exame deverá ser iniciado a partir dos 35 anos.

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), quando descoberto precocemente, o câncer de mama tem 95% de chances de cura. Segundo os dados do INCA, o câncer de mama é o mais incidente em mulheres no mundo. No Brasil, o instituto estima que, em 2021, mais de 60 mil novos casos devem ser registrados.

Matéria: Marco Bernardi
Fotos: Vinicius Ostrowski