carregando...

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

15 de setembro de 2021

ASCOM GABINETE SEMUSA

Vacinação antirrábica começa neste sábado

Campanha será iniciada no segundo distrito

A Prefeitura de Ji-Paraná, por meio da Unidade de Vigilância de Zoonoses (UVZ) da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), inicia, neste sábado (18), a Campanha de Vacinação Antirrábica em cães e gatos. A ação acontece das 8h às 17h, em escolas, Unidades Básicas de Saúde (UBS) e comunidades religiosas do segundo distrito do município. No dia 2 de outubro, também em um sábado, a campanha será realizada no primeiro distrito.

A vacinação contra a raiva é destinada para cães e gatos com idade a partir dos quatro meses. Os cachorros devem ser levados com coleiras e/ou guias e os gatos em caixas de transporte, sacos ou fronhas.

“A raiva é uma doença perigosa, que pode ser transmitida aos seres humanos e que não tem cura. A vacinação é a única maneira de garantir a prevenção em animais e nos humanos. Quando vacinamos os cães e gatos, garantimos que a doença não seja transmitida para a população”, explicou Vanda Aparecida Basso, diretora da UVZ de Ji-Paraná.

Após a conclusão da campanha nos distritos de Ji-Paraná, a ação deverá ser realizada também na Zona Rural do Município. Segundo a direção da UVZ, a expectativa é de que cerca de 30 mil animais sejam imunizados contra a raiva.

“Os animais devem tomar a primeira vacina após os quatro meses de vida e, posteriormente, receber o reforço do imunizante anualmente. Somente assim, podemos afirmar que o animal está protegido contra a raiva”, detalhou Vanda.

Desde 2002, Ji-Paraná não registra nenhum caso de raiva humana. Ou seja, são quase 20 anos sem pessoas infectadas pela doença. A vacinação dos animais é o único meio de manter a raiva longe da população.

Surto de cinomose

A diretora da UVZ de Ji-Paraná também destacou que o município passa, no momento, por um surto de cinomose canina, doença altamente contagiosa que atinge o sistema nervoso e tecidos epiteliais dos cachorros.

Segundo a estimativa da UVZ, até 40% da população canina de Ji-Paraná pode ter sido infectada pela doença que pode provocar sequelas neurológicas nos animais e até mesmo causar a morte dos cães. A cinomose canina pode ser evitada por meio da vacinação contra doenças virais.

“Além da vacina contra a raiva, é importante que os donos vacinem os animais também contra essas outras doenças virais, pois elas são importantíssimas na saúde individual dos animais e também evitam a proliferação de doenças como a cinomose”, afirmou Vanda.

 

 

Confira os pontos de vacinação no segundo distrito:

 

1 Escola Tancredo Neves (Riachuelo)
2 Comunidade Santa Rosa (São Pedro)
3 Escola 31 de Março (Nova Brasília)
4 Comunidade Sagrado Coração de Jesus (T-11 – Nova Brasília)
5 Comunidade São João Bosco (Jardim das Seringueiras)
6 CMEI Parque dos Pioneiros
7 Academia de Saúde (BNH)
8 Comunidade São Sebastião (Cafezinho)
9 Divisão de Imunização (T-16 – Nova Brasília)
10 Comunidade Sagrada Família (Jorge Teixeira)
11 Escola Celso Rocco (Habitar Brasil)
12 Escola Silvio Micheluzzi (Habitar Brasil)
13 Barracão T-23 (Av. Brasil – Nossa Sra. de Fátima)
14 Escola Jamil Vilas Boas (Duque de Caxias)
15 Comunidade Santa Maria Goretti (Primavera)
16 UBS L1 Maringá (Nova Brasília)
17 UBS São Francisco
18 Escola Adão Lamota (JK)
19 UBS Juscelino Cardoso (Exposição – Nova Brasília)
20 Comunidade Nossa Senhora da Esperança (Boa Esperança)
21 CRAS Roda Moinho (JK)
22 Igreja Petencostal (T-17/K-2 – Valparaíso)
23 Comunidade São Domingo Sávio (São Francisco)
24 Escola JK (Nova Brasília)

Matéria: Marco Bernardi
Fotos: Arquivo Ascom