carregando...

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

9 de abril de 2022

ASCOM GABINETE SEMED

Curso de Libras da Semed inicia com duas turmas 

São oferecidas 80 vagas para servidores e pessoas da comunidade

Teve início hoje, terça-feira (22), o Curso de Língua Brasileira de Sinais (Libras) oferecido pela Prefeitura de Ji-Paraná, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed). São 80 vagas para servidores da Semed e pessoas da comunidade interessadas em melhorar a comunicação com surdos

O Curso Básico de Libras é oferecido gratuitamente todas as terças-feiras, em dois períodos. Pela manhã, das 8 às 11h30 e à tarde no horário das 13h30 às 17 horas. São 40 pessoas por período, com aulas ministradas pelos instrutores de Libras da Gerência de Educação Especial da Semed, Ronaldo Oliveira Veloso, Viviany Amorim Silva e Zélia Augusta Nicodemos.

O curso é dividido em três etapas. O Básico, que iniciou hoje, o Intermediário e o Avançado. A Semed concede certificação para cada etapa concluída.

“Já tenho uma base em Libras, mas neste ano tenho dois alunos surdos na minha sala de aula e preciso me aprimorar para poder me comunicar melhor com eles. É muito bom ter esse curso ofertado pela Semed tanto para nós professores, servidores, quanto para a comunidade e pessoas que têm parentes surdos”, alegou a professora Senhora Silvia Pereira, do 3º ano do Ensino Fundamental da Escola Municipal Professora Maria Antônia, localizada no bairro Jardim Presidencial II, 1º distrito de Ji-Paraná.

“Iniciamos, hoje, o Curso de Libras, capacitando e atualizando os nossos profissionais e também criando uma abertura para que a comunidade participe desse curso. Agradecemos à comunidade pela participação. As vagas foram totalmente preenchidas em apenas um dia depois que anunciamos a disponibilidade”, afirmou o secretário de Educação de Ji-Paraná, Jeferson Barbosa.

 “Isso demonstra o interesse pelo Curso de Libras. Ainda este ano vamos nos reunir com a Superintendência de Ensino para verificar a possibilidade de implantar mais turmas dada a procura pela comunidade”, acrescentou.