carregando...

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

24 de janeiro de 2022

ASCOM GABINETE SEMUSA

Mais de 9 mil atendimentos já foram realizados na UPA

Balanço leva em conta o primeiro mês de funcionamento

 

Na última sexta-feira (21), a Unidade de Pronto Atendimento Anna Beatriz Oliveira da Silva (UPA do 2º Distrito) completou um mês de funcionamento. Neste período, a UPA realizou mais de 9 mil atendimentos de urgência e emergência de média complexidade.

Desde a inauguração, no dia 21 de dezembro do ano passado, foram 9.566 atendimentos realizados na unidade, entre consultas, exames de eletrocardiograma, atendimentos de traumas e acidentes de trânsito, raio-X, crises hipertensas ou diabéticas e exames laboratoriais.

“Neste primeiro mês, a UPA realizou uma média de 280 atendimentos por dia, sendo que, em um único dia, chegamos a atender 420 pacientes na unidade. Também realizamos cerca de 2 mil testes para a detecção da Covid”, ressaltou Elen Sampaio, diretora da UPA do 2º Distrito.

Na UPA, os atendimentos começam com a triagem feita pelos enfermeiros da classificação de risco. Eles avaliam os sinais vitais dos pacientes, como temperatura, oxigenação e pressão arterial. A avaliação é feita para que os pacientes mais graves sejam atendidos primeiro.

Após a avaliação, os pacientes são encaminhados à Sala Vermelha da UPA, para os casos considerados mais graves, ou aguardam o atendimento médico nos consultórios, em casos de menor complexidade.

A UPA do 2º Distrito também conta com acesso direto de ambulâncias à Sala Vermelha, para casos de socorro de acidentes de trânsito ou paradas cardiorrespiratórias, por exemplo. A unidade também conta com sala de espera, setor de estabilização, sala de coleta e exames laboratoriais, farmácia e leitos de observação.

“A UPA é uma unidade totalmente estruturada, que veio para reforçar a saúde pública de Ji-Paraná. Com ela, os atendimentos foram ampliados, pois agora a população conta com o Hospital Municipal Dr. Claudionor Couto Roriz e com a UPA do 2º Distrito”, explicou Relrisson de Souza Soares, diretor do Departamento de Serviços Especializados (DSE) da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa).

 

SAMU

 

Na última semana, a Prefeitura de Ji-Paraná deu início às obras para construção da Central de Regulação do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), anexa à UPA do 2º Distrito, no cruzamento das ruas Vinícius de Moraes (T-10) e Sena Madureira.

Atualmente, o município conta apenas com o serviço de remoção de urgência realizado pelas equipes do Corpo de Bombeiros Militar, do Governo de Rondônia. O SAMU irá proporcionar melhores condições de trabalho aos médicos e equipe de enfermagem, além de mais segurança aos pacientes socorridos.

A nova unidade contará com área de estacionamento para ambulâncias, farmácia, sala de repouso, banheiros e vestiários, cozinha e refeitório, sala de regulação e demais setores administrativos.

O investimento será de aproximadamente R$ 475 mil, recurso oriundo do Ministério da Saúde, além de contrapartida do Município, de cerca de R$ 260 mil, para a construção da Central de Regulação do SAMU, além da aquisição de equipamentos de tecnologia e de todo o mobiliário que será usado na unidade.

Matéria: Marco Bernardi
Fotos: Jota Batista