carregando...

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

9 de abril de 2022

ASCOM GABINETE SEMED

Semed oferece vagas para curso de Libras

Inscrições são gratuitas e se encerram na sexta (18)

A cada dia, o domínio da linguagem de sinais se torna mais popular e necessário para a inclusão dos surdos e até para o mercado de trabalho. Pensando nisso, a Prefeitura de Ji-Paraná, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), está com vagas disponíveis à comunidade em geral para o curso básico de Linguagem Brasileira de Sinais (Libras). Ao menos, 20 vagas são oferecidas pela manhã e 20 no período da tarde. O curso é gratuito e as inscrições encerram na sexta-feira (18).

Ao todo, são 80 vagas para o curso básico de Libras, sendo 40 cursistas pela manhã e 40 à tarde. Vinte delas, pela manhã e à tarde, foram preenchidas com profissionais da Semed. Elas serão oferecidas a professores, supervisores e gestores, e as outras vinte estão disponíveis para a população.

“Caso tenha algum familiar [interessado] surdo ou mesmo que queira apenas ampliar sua comunicação com pessoas surdas”, explicou a superintendente de Ensino, Alexandra Ortiz. As aulas do Curso Básico de Libras acontecem no auditório da Semed, no bairro Casa Preta, uma vez por semana, sempre nas terças-feiras. A turma da manhã terá aulas das 8 às 11h30 e das 13h30 às 17 horas os alunos do curso vespertino.

O Curso Básico de Libras da Semed é de 40 horas (10 aulas), com certificação a cada uma das três etapas concluídas: básica, intermediária e avançada.  Alexandra Ortiz afirmou que as aulas iniciam na próxima terça-feira (22). As inscrições estão abertas até sexta-feira.

As inscrições podem ser feitas na própria Semed, na Gerência de Educação Especial ou pelo Whatsapp (69) 9 9988-7577. O contato é com Bruna Monteiro, instrutora de Libras da Secretaria de Educação.

“Hoje em dia, o curso de Libras deixou de ser apenas uma forma de comunicação entre familiares e a pessoa surda, ter proficiência em Libras serve até para garantir vaga no mercado de trabalho. Temos ex-alunos que hoje fazem extra com a tradução de Libras em empresas privadas”, explicou Alexandra.