carregando...

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

21 de fevereiro de 2022

ASCOM GABINETE SEMOSP

Semosp auxilia no resgate de famílias atingidas pela cheia

Operação é realizada de acordo com o volume da enchente

Devido à enchente do rio Machado, que já atinge residências às margens, a população ribeirinha de Ji-Paraná está sendo transferida para pontos seguros da cidade. O constante monitoramento do rio, realizado pela Defesa Civil de Ji-Paraná, acendeu o sinal de alerta para a necessidade de remoção das famílias em situação de risco.

A Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp) colabora com a Defesa Civil na operação de mudança das famílias. De acordo com Adalberto Nogueira Holanda, coordenador dos trabalhos da Semosp, a Secretaria Municipal de Assistência Social e Família (Semasf) e as equipes de Vigilância Sanitária e Zoonose, da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), também compõem o grupo de trabalho.

A transferência das famílias teve início na sexta-feira (18) e, segundo Adalberto, não tem previsão de término, já que a operação é realizada de acordo com o volume da enchente, sendo impossível, neste momento, qualquer previsão acerca do aumento ou diminuição do nível das águas.

Cerca de 50 famílias deixaram as casas, sendo que boa parte saiu das residências por conta própria, buscando abrigo nas casas de familiares. Uma família está desabrigada e foi alojada no Ginásio de Esportes Adão Lamota, na rua Ipê (T-17), segundo distrito de Ji-Paraná.

“Até o momento, houve o resgate de seis famílias, mas muitas outras tomaram a iniciativa de sair voluntariamente, buscando abrigo na casa de familiares”, informou o coordenador dos trabalhos da Semosp.  A Secretaria de Obras atua com nove servidores, dois caminhões para o transporte de mudanças e um carro de apoio.

Matéria: Anfrízio Santana
Fotos: Arquivo Semosp